Raíssa explica que não queria constranger Santino ao censurar jornal com mulheres nuas

BLOG DE WILLIAM SANTOS | 3/28/2013 02:52:00 PM | 0 comentários



Inconformada com a satanização do vereador Santino (PT do B), flagrado olhando fotos de mulheres semi nuas num jornal que circulou no plenário da Câmara, a vereadora Raíssa Lacerda (PSD) enviou nota à imprensa declarando que o ato do vereador não foi o estimulante para sua atitude. 
"Ao pedir o recolhimento da publicação, não tive a mínima intenção de censurá-la e,  nem tampouco, ofender a dignidade de quem quer que seja, principalmente, do meu dileto amigo o vereador Santino", declarou. Ela pediu a superação do tema e conclamou a Câmara para tratar de assuntos importantes para a cidade. 


Confira a nota:

Diante da repercussão causada pela leitura, no plenário da Câmara Municipal de João Pessoa, de um semanário que constava em uma das suas páginas, fotos de modelos biquínis,  devo esclarecer que ao pedir o recolhimento da publicação, não tive a mínima intenção de censurá-la e,  nem tampouco, ofender a dignidade de quem quer que seja, principalmente, do meu dileto amigo o vereador Santino.

Esclareço que não é do meu feito prejudicar a dignidade das pessoas e notadamente dos meus colegas vereadores de quem, indistintamente, privo das suas preciosas amizades.

Volto a reafirmar que defendo os direitos das mulheres, os seus valores, à família como também o direito à liberdade de expressão.

Diante desses argumentos dou o caso por encerrado e convoco a todos os meus pares, a nos unirem em torno dos problemas da nossa cidade.

Luís Tôrres

Category:

0 comentários